Natura

Tommy

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Dica cultural

O final de semana chegou e tem muita coisa bacana em cartaz na cidade de São Paulo. Teatro, cinema, musicais, bares, restaurantes, parques, shows, etc. O blog traz para vocês um pouquinho do que essa cidade maravilhosa, rica em arte , cultura, gastronomia e diversão tem pra oferecer.

A TOCA DO COELHO

<p> Reynaldo Gianecchini e Maria Fernanda Cândido: abalados por uma tragédia</p>
Reynaldo Gianecchini e Maria Fernanda Cândido: abalados por uma tragédia em A Toca do Coelho (Foto: João Caldas)


Resenha por Dirceu Alves Jr.

Parece um pacto firmado entre os produtores atuais: por mais densa que seja a história, sempre se deve encontrar uma brecha para tiradas bem-humoradas. Assim, o público dá uma relaxada. O drama do americano David Lindsay-Abaire ganha o palco repleto de tristeza, sem concessões. Diante dessa coerência, a montagem dirigida por Dan Stulbach já se destaca entre as atrações em cartaz na cidade. Reynaldo Gianecchini e Maria Fernanda Cândido interpretam o casal Paulo e Rebeca. A felicidade dos dois foi abruptamente interrompida quando o filho de 5 anos atravessou a rua e morreu atropelado por um adolescente (participação rápida e marcante do ator Felipe Hintze). Quase um ano depois, Rebecca não encontra forças para racionalizar a perda, mesmo tendo consciência de que tudo não passou de um acidente. A inesperada gravidez da irmã caçula (papel de Simone Zucato) a deixa ainda mais desestabilizada e perto do fundo do poço.
Em sua estreia como encenador, Stulbach demonstra maturidade para não arriscar um passo em falso. Levantou uma montagem refinada, que conta com clareza sua história e extrai bom rendimento dos atores. Maria Fernanda tem seu melhor desempenho no teatro com uma interpretação exata, concisa e carregada de uma introspecção que traduz o luto. Na parceria com Selma Egrei, que representa a mãe da protagonista, ela encontra suporte para as cenas mais dramáticas e verborrágicas. Ao lado de Gianecchini – convincente na dor do pai e do marido ansioso para ajudar a mulher –, a atriz investe nos silêncios e principalmente nos olhares que espelham a tristeza. Como a irmã irresponsável, Simone Zucato surge um pouco deslocada nessa atmosfera. Desbocada e irreverente, Isabel seria a brecha para amenizar o peso da história. Como esse caminho foi limado, a personagem torna-se um tanto presente na ação para muito pouco efeito dramático. Estreou em 21/9/2013. Até 23/2/2014.

TEATRO FAAP  - Rua Alagoas, 903 - Higienópolis - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3662 7233

MUSICAL CRAZY FOR YOU

<p> Jarbas Homem de Mello e Claudia Raia: história de amor leve embalada por boa música</p>
Jarbas Homem de Mello e Claudia Raia: história de amor leve embalada por boa música (Foto: Ali Karakas)


Resenha por Dirceu Alves Jr.

Depois do sucesso de Cabaret (2011/2012), Claudia Raia e Jarbas Homem de Mello reafirmam a afinada parceria no musical de Ken Ludwig. Adaptada por Miguel Falabella e dirigida por José Possi Neto, a montagem mostra-se um deleite para quem busca um programa leve. Na trama, o playboy e dançarino frustrado Bobby Child (Mello) é enviado a uma cidade interiorana com a missão de cobrar uma dívida referente ao teatro local. Lá, ele se apaixona pela esquisitona Polly (Claudia) e tem a ideia de criar um espetáculo para salvar o lugar da falência. Um divertido jogo de erros se estabelece, e o resto fica por conta do carisma de Claudia e, principalmente, da versatilidade de Mello. Talentoso bailarino, ele se revela ainda um comediante de mão-cheia. No elenco aparecem Marcos Tumura, Liane Maya, Jonathas Joba e outros atores, além de catorze músicos, que dão o eficiente suporte para a execução das melodias de George Gershwin vertidas por Falabella para o português. Estreou em 23/11/2013. Até 7/2/2014.

Complexo Ohtake Cultural - Rua Dos Coropés, 88 - Pinheiros - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3728 4929

CINEMA -  Memória Audiovisual Paulista



 Os Inquilinos (2009), de Sérgio Bianchi (Foto: Divulgação)

Carla Camurati em "Cidade Oculta" (1986): referências aos quadrinhos e ao cinema noir
 Carla Camurati em "Cidade Oculta" (1986): referências aos quadrinhos e ao cinema noir (Foto: Divulgação)


Resenha por Miguel Barbieri Jr.

No sábado (25/1/2014), São Paulo comemora seu 460º aniversário, e o Cine Olido preparou uma seleção de filmes rodados na cidade. A mostra Memória Audiovisual Paulista começa na terça (21/1), às 17h, com o formidável Os Inquilinos, uma visão incômoda e realista da periferia dirigida por Sérgio Bianchi. Até 16 de fevereiro, o ciclo apresenta outros dezenove longas-metragens de várias décadas. Há desde Simão, o Caolho (1952), de Alberto Cavalcanti, até o recente documentárioCidade Cinza. Entre as melhores opções encontra-se Luz nas Trevas — A Volta do Bandido da Luz Vermelha, uma sequência-homenagem do cult O Bandido da Luz Vermelha (1968), de Rogério Sganzerla. Sua exibição está programada para sábado (25/1), às 19h. 

Cine Olido - Avenida São João, 473 - República - São Paulo - SP - Tel.: (11) 3331 8399
Nacional
Confira a programação.
Ingressos: R$ 1,00.

MÚSICA

Paulinho da Viola e outros shows gratuitos no aniversário de São Paulo

Diferentes gerações de artistas ocupam praças, parques e casas de espetáculos no sábado (25), quando a cidade completa 460 anos


O cantor e compositor carioca: boa chance de revê-lo tocar pérolas de seu cancioneiro
O cantor e compositor carioca: apresentação gratuita na Praça da República (Foto: Divulgação)

Todo ano, no aniversário da cidade, uma das programações mais esperadas é a de shows ao ar livre. Costumam ser uma boa oportunidade para ver de graça espetáculos de gente graúda, como o sambista carioca Paulinho da Viola, que se apresenta em palco montado na Praça da República, às 17h do sábado (25).

BARES

Água de valência: boa opção para o calor

Resenha por Luiz Henrique Ligabue
Uma casa totalmente ciente de suas virtudes, decididamente inspirada em uma taberna basca. Recebe um público eclético em busca das boas receitas. Sobre o balcão ficam dispostas várias porções de pinchos (petiscos típicos espanhóis espetados no palito, R$ 8,00  a R$ 12,00 no jantar e nos finais de semana). Entre eles, o pimentão vermelho doce recheado com bacalhau, a tortilla de camarão com cogumelos e o patê de fígado de pato, queijo brie e presunto serrano. Entre as opções quentes, as famosas croquetas (R$ 9,50 a unidade), feitas de molho bechamel e pedaços de presunto cru. Para beber, além da obrigatória jarra de sangria (R$ 55,00, tanto a tinta como a branca), há algumas boas opções de cerveja em garrafa long neck (Estrella Galicia e Heineken, R$ 8,00).
Preços checados em 18 de dezembro de 2013.

OPEN BAR À ESPANHOLA
Texto publicado na revista impressa do dia 22 de janeiro de 2014.
Esqueça as festas juvenis e a bebida ruim que o termo pode evocar. O open bar no Donostiatraz sangrias das boas. De terça a sexta, é possível consumir de maneira ilimitada cinco versões do coquetel a R$ 19,90 por pessoa. Mas atenção: a promoção vale só das 18h às 20h. Comece com a leve mistura de cava (espumante espanhol) e uma profusão de frutas, a exemplo de lichia, pêssego e morango. Siga para as tradicionais de vinhos branco ou tinto, com toques de Cointreau e vermute na receita. Completam a seleção a versão de frutas vermelhas e a água de valência, feita de cava, suco de laranja, vodca, gim e rodelas de limão e laranja. Para acompanhar, o balcão de petiscos expõe opções como a fatia de baguete coberta de creme de bacalhau (R$ 12,00). Se preferir, há outra promoção no mesmo horário — quatro tira-gostos (escolhidos pela casa) e três taças de sangria saem a R$ 29,90.
(Por Saulo Yassuda)
Preços checados em 14 de janeiro de 2014.

Fonte : http://vejasp.abril.com.br/